Nonato se Destacou no Aspecto Internacional

A carreira de Nonato Luiz não se limitou apenas ao Nordeste, mas ele teve grande repercussão também no aspecto internacional. Em 1985 realizou sua primeira turnê pela Europa, apresentando-se na Itália, França e Áustria, oportunidade em que tocou, pela primeira vez, no Mozarteum, em Salzburg, o templo dos grandes instrumentistas mundiais. Naquele mesmo ano, em Paris, gravou o álbum "O Porto", com suas composições.

Em 1991, durante sua turnê européia, tocando na Áustria, Suíça, Itália e Alemanha, Nonato Luiz gravou o disco "Retrato do Brasil". No mesmo ano lançou um disco dedicado a música do carioca-mineiro Milton Nascimento, intitulado "Milton Nascimento by Nonato Luiz".

Em 1992, realizou temporada patrocinada pela UNESCO, em Paris, onde gravou também "Terra à Vista", tema oficial da ECO 92.

Em 2002 Nonato Luiz prestou um tributo aos seus conterrâneos cearenses, gravando o disco "Ceará", onde fez uma releitura muito pessoal da obra de 18 compositores do seu estado de origem.

Em 2004 Nonato lançou o disco: "Choro em Sonata", uma obra autoral dedicada ao choro brasileiro. Gravou também dois discos, "Baião Erudito", um tributo aos mestres Humberto Teixeira e Luiz Gonzaga, e um duo com o pianista cearense Antônio José Forte. Uma verdadeira referência da música, mesclada de elementos nordestinos e eruditos, do forró ao jazz, da bossa-nova ao blues, do baião à música barroca, Nonato Luiz é um alquimista do som, um artista que reúne em sua música todas as influências, tornando-a única e magistralmente sonora sem, no entanto, desviar-se da sua identidade maior, as raízes nordestinas.

17/09/2005 Total - Jornal de Fato Mossoró - RN

 
  Nonato Luiz: nonato@nonatoluiz.com.br Forma Criativa